quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

É ERRADO FAZER RETIRO DE CARNAVAL?

Pastoral redigida para o Boletim Dominical da Primeira Igreja Batista em Manoel Corrêa

Resultado de imagem para retiro de carnaval

Noutro dia, ao compartilhar com um amigo o costume que temos de nos retirarmos com a igreja por ocasião da festa conhecida como carnaval, ele prontamente replicou, dizendo: “Ao invés de se retirar, vocês deveriam sair e evangelizar aqueles que estão ‘curtindo’ o carnaval; pois, nesses dias os demônios estão soltos por aí”. Este, sem dúvida, é o pensamento de muitos evangélicos. Contudo, cabe-nos indagar: será que esse raciocínio está correto? Será que estamos errados em nos retirarmos?
Em primeiro lugar, é evidente que o pensamento exposto acima se baseia na ideia de que os demônios, no resto dos dias do ano, não teriam a mesma liberdade de ação que no período do carnaval. Isto por causa da explícita depravação que caracteriza a festa. No entanto, embora, a Bíblia declare que o valente está amarrado (Mateus 12.28,29), ou seja, Satanás está limitado em suas ações, isto não se refere a não realização de festas orgiásticas, mas se trata do avanço do Reino de Deus através da pregação do Evangelho. Porquanto, todo aquele que responde com fé às boas novas, conforme diz a Escritura, o maligno não toca (1João 5.18). Sendo assim, os demônios não estão “mais soltos” no carnaval. Na verdade, eles não precisam fazer nada nessa ocasião, pois o próprio homem, que é mau por natureza, já o faz. Afinal, como disse o Mestre, “do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São essas coisas que contaminam o homem” (Mateus 15.19,20). Todos os pecados cometidos nessa época são resultado da condição espiritual do homem, e não de possessões demoníacas. Até porque, como a Bíblia declara, “todo o mundo jaz no maligno” (1João 5.19). Satanás domina o sistema durante todo o ano. A “festa da carne” é só mais um evento que expressa esse domínio. Portanto, se é errado se retirar no carnaval por causa da ação demoníaca, deveria ser errado passear em qualquer dia do ano, visto que os demônios agem o tempo todo.
Em segundo lugar, é importante destacar que temos o ano inteiro para pregar o evangelho a essas pessoas, e, às vezes, não o fazemos. Por que, então, quando eles estão embriagados, drogados e se prostituindo, achamos que temos de fazê-lo? Seja sincero: você acha mesmo que eles vão compreender a mensagem? Ora, nem Jesus, e nem os apóstolos evangelizaram pessoas embriagadas. A proclamação sempre teve como alvo indivíduos sóbrios, que podiam responder, conscientemente, ao chamado do Evangelho. Sendo assim, precisamos entender que o homem sem Deus que festeja o carnaval é o mesmo que encontramos no restante do ano. Preguemos, pois, a ele o Evangelho de Jesus Cristo. Por que esperar o carnaval para isso?
Em terceiro e último lugar, o período do carnaval é o único momento no ano em que temos a oportunidade de experimentarmos, ao longo de quatro dias seguidos, uma comunhão semelhante à da igreja primitiva (Atos 2.44). O retiro de carnaval nos fortalece como igreja! Porquanto, estando juntos, nos conhecemos melhor, nos ajudamos e crescemos na presença de Deus. Além disso, podemos até mesmo levar conosco um não crente, e lá apresentarmos a ele a boa notícia. Por isso, concluo: não é errado fazer retiro de carnaval, é, na verdade, uma oportunidade. Deus o abençoe!

Pr. Cremilson Meirelles

Nenhum comentário:

Postar um comentário