quinta-feira, 17 de julho de 2014

O QUE É A ORAÇÃO?

“Oração é uma conversa com Deus”. Essa é a resposta padrão, dada pela maioria dos evangélicos. Entretanto, na prática, nem sempre aplicamos esse princípio. Um exemplo claro disso, é a oração pública realizada nos templos, pois quando alguém levanta a voz e ora muitos fecham os olhos e apenas ouvem o que o outro fala. Ora, se é uma conversa nós precisamos falar também, seja em pensamento ou fazendo uso de nossas cordas vocais. Não dá para ficar pensando em um monte de coisas que nada tem a ver com o que está sendo falado! É necessário se relacionar com o Todo-poderoso! É claro, no entanto, que podemos concordar com a oração pública, mas devemos remeter nossos pensamentos a Deus.
Outro erro muito comum em relação à oração é a ideia de que oração é algo que se recebe. Pensando assim, várias pessoas, quando solicitam que alguém interceda por elas, usam a expressão: “me ora”? Querido, ninguém ora você ou te ora; as pessoas oram POR você. Isto é, elas conversam com Deus, pedindo que Ele lhe abençoe. Não somos nós que recebemos a oração. Deus é quem recebe. Nunca peça para alguém “te orar”, solicite que orem POR você.
Quanto à oração intercessora, vale salientar que, embora seja válida, não pode ser divinizada. Digo isso, porque há muitas pessoas que acreditam que há orações “mais fortes” que outras. Assim, muitos se tornam dependentes da oração do pastor, por exemplo, por crerem que sua oração tem mais poder. Entenda: a oração não tem poder. A Bíblia afirma categoricamente que “o poder pertence a Deus” (Sl 62.11). O próprio Jesus afirmou que “todo poder lhe fora dado” (Mt 28.18). Não há poder no homem, só em Deus. Sem Ele, nada podemos fazer (Jo 15.5). Quando Tiago declara que “a oração de um justo pode muito em seus efeitos” (Tg 5.16), não está afirmando que a oração tem poder, mas está dizendo que ela é eficaz, ou seja, dá certo. Além disso, quando ele diz justo refere-se a todo crente em Cristo, porquanto como diz Romanos 5.1, nós fomos justificados pela fé. Você pode orar! Pode falar direto com Deus! Quando Jesus morreu na cruz, o véu do templo se rasgou, mostrando que mediante Seu sacrifício temos acesso direto ao Pai. Portanto, não dependa dos outros! Estabeleça um relacionamento íntimo com o Senhor! Dependa dEle! Somente dEle. Isso é oração: um meio para exercitar a dependência do Senhor e a fé nEle.

Pr. Cremilson Meirelles

Nenhum comentário:

Postar um comentário