segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

LUGARES, PESSOAS E OBJETOS SAGRADOS


        O ser humano possui uma forte tendência de sacralizar lugares, pessoas e objetos. Ao longo da história, essa faceta da humanidade mostrou-se bastante presente. Não é à toa que muitos realizam peregrinações a lugares considerados “sagrados”, guardam objetos que utilizam como “amuletos”, e seguem pessoas que reconhecem como santas, especiais, revestidas de uma aura superior.
Embora essa linguagem pareça um pouco estranha à primeira vista, é exatamente assim que nos portamos. Principalmente, nós, evangélicos brasileiros. Porquanto, inconscientemente, atribuímos certo poder ao templo que abriga a igreja local, achamos que Deus age com mais “força” dentro dele. Isto faz com que achemos que ser crente é somente comparecer ao templo aos domingos. Ledo engano. O templo é apenas o local separado para reunião dos membros da igreja local; igreja são as pessoas; se o templo desabar, a igreja continua. Isto não significa, entretanto, que devamos deixar de vir ao templo. Negativo. Desde o princípio, o Cristianismo tem sido caracterizado por reuniões, ajuntamentos. Ser cristão é estar junto, não sozinho. Contudo, precisamos abolir essa visão de que o templo é o lugar da bênção, pois, pensando assim, muitos vem para buscar sua vitória. Amado, quando a igreja se reúne, a última coisa que devemos pensar é em receber. Até porque, como disse Jesus: “mais bem-aventurada coisa é dar do que receber” (At 20.35). O templo é lugar de compartilhar, de amar, de exercitar a comunhão, não de “receber a bênção”. É claro, porém, que essas atitudes não devem se limitar ao templo, mas deve fazer parte de nosso viver diário.
Amado, é hora de abandonarmos essas ideias pagãs. Temos de deixar de sacralizar objetos e pessoas, esquecermos as diversas unções, as rosas ungidas, os sabonetes abençoados, as orações fortes. Isso tudo é invenção do homem. Pessoas que atribuem a si mesmas um poder que não têm, porque como a Bíblia diz: “Deus falou uma vez; duas vezes ouvi isto: que o poder pertence a Deus” (Sl 62.11). Creia no Senhor. Ele sim pode todas as coisas. Esqueça os homens que se auto proclamam milagreiros, busque Jesus.

 Pr. Cremilson Meirelles

Nenhum comentário:

Postar um comentário